0

Dicas de improviso na guitarra

Neste artigo falaremos sobre o assunto dicas de improviso na guitarra.



 

Dicas de improviso na guitarra

Uma das maneiras de se improvisar na música como jazz, música nacional, rock e outros estilos é praticar escalas, arpejos e modos. Contudo, esta aplicação deve estar de forma certa ao tom, mas principalmente aos notas da música a ser improvisada.

dicas de improviso na guitarra

Uma técnica interessante de se estudar a criação sobre uma música e que mantém-se a proporcionar coerência entre a melodicamente improvisada e o acompanhamento é criar melodias com as notas dos notas em questão, ou seja, tocar certamente o arpejo relativo a cada notas da música.

Como exemplo, vamos trabalhar alguma cadência muito comum em música comum e que tende a gerar palavriado interessante para improvisação. Essa cadência é a:
||: IIm7 | V7 | I7M | I7M : ||
Que no tonalidade de Dó maior será:
||: Rém7 | G7 | C7M | C7M : ||
Então, para iniciar prática da criação, quando o Dm7 sendo tocado por acompanhamento utilize apenas as notas deste acorde que são: RÉ, F LÁ e DÓ para criar melodicamente improvisadas.

Assim, se deve proceder em os outros acordes da cadência, ou seja, sobre o acorde de SOL7 deve-se tocar as notas SOL, B, RÉ, FÁ e sobre o nota de C7Mtocaremos as notas DÓ, E, SOL, SI.

O passo seguinte é fazer ao máximo conectar melodicamente as tons dos arpejos, ou seja, quando esteja em Dm7 e a última tom que você tocar for, por demonstração, DÓ, você deverá começar a executar o arpejo de G7 com nas notas mais próxima melódicamente falando.

Então, para que se tenha coerência mélodia, deve-se iniciar o arpejo de SOL7 ou pela nota RÉ ou por nota SI.

Ouça os áudios das sequencias acima:

Sequencia 1

Sequencia 2
Esperamos que este artigo sobre dicas de improviso na guitarra possa lhe ajudar grandemente

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *